Páginas

19 de dezembro de 2011

Vamos colorir?










Plano de Fundo para PC Tema Natalino



Beijins

Vamos colorir?

Oração de Natal

ORAÇÃO DE NATAL

Senhor, nesta Noite Santa,

depositamos diante de Tua manjedoura

todos os sonhos, todas as lágrimas e

esperanças contidos em nossos corações.

Pedimos por aqueles que choram

sem ter quem lhes enxugue uma lágrima.

Por aqueles que gemem

sem ter quem escute seu clamor.

Suplicamos por aqueles que Te buscam

sem saber ao certo onde Te encontrar.

Para tantos que gritam paz,

quando nada mais podem gritar.

Abençoa, Jesus-Menino,

cada pessoa do planeta Terra,

colocando em seu coração um pouco


da luz eterna que vieste acender

na noite escura de nossa fé.

Fica conosco, Senhor

Advento

Algumas atividades legais sobre o Advento







Natal

Olhar o presépio com os olhos do coração


Sejamos como Maria: na contemplação, um olhar de ternura ao Menino Jesus e um coração capaz de acolher as surpresas de Deus.

Sejamos como José: no silêncio, a não-compreensão dos fatos, mas a plena aceitação do mistério de Deus.

Sejamos como os anjos: na alegria, o canto de glória por todo o céu e por toda a terra. "eis que vos anuncio uma boa nova que será alegria para todo o povo: hoje vos nasceu na Cidade de Davi um Salvador, que é o Cristo Senhor." (Lc 2,10-11).

Sejamos como os pastores: na simplicidade, os passos apressados... apressados porque na direção Daquele que era o prometido, a esperança dos pobres e pequenos.

Sejamos como os animais: na generosidade, o cumprimento da própria missão. Nada melhor do que fazer bem o próprio papel, em tempo e lugar. Estar a serviço... o mundo precisa do que somos, mais do que aquilo que temos ou fazemos.

Sejamos como a estrela: um percurso feito na calada da noite, de modo brilhante e convincente. Anunciar... a notícia se faz grande, percorre quilômetros e aponta a direção.

Sejamos como os Reis Magos: na esperança, o acreditar! Caminhar seguindo a estrela, acreditar seguindo o coração.

Sejamos, enfim, como Jesus: humilde, pequeno, pobre e simples. Na comunhão com o Infinito, com o Criador, um sim à vida. Eis-me aqui... vim para fazer a tua vontade.

Feliz Natal!

(Padre Antônio Geraldo Dalla Costa)

29 de novembro de 2011

Arvore de Natal





A árvore de Natal
A árvore de Natal surgiu na Alemanha, no século XVI, mas deve ter existido muito antes dessa época, porém sem registos históricos de que se tenha notícia.
Conta a tradição que a primeira árvore de Natal foi montada por Martinho Lutero, o fundador do Protestantismo. Numa certa noite fria de Inverno, poucos dias antes do Natal, Lutero passeava por um bosque de pinheiros e, de repente, olhando para o céu, viu as estrelas brilhando entre os ramos dessas árvores como luzes de velas a cintilar na noite gelada.
Lutero voltou para casa levando consigo um pinheirinho e enfeitou-o com pequenas velas acesas. Logo depois, no Natal de 1525, ele reuniu as crianças da sua cidade e disse-lhes: "As velas do pinheiro simbolizam as estrelas do céu, de onde o Menino Jesus veio para salvar o mundo".
Hoje, a árvore de Natal é um símbolo de vida, vida que nasce, cresce e morre, tal qual toda a Humanidade. No Inverno rigoroso dos países do Hemisfério Norte, debaixo da neve constante, as árvores perdem suas folhas e somente o pinheiro permanece verde. Desse modo, a Árvore de Natal representa a figura de Cristo, a verdadeira vida, Deus eterno, em qualquer lugar e em qualquer tempo.
Jesus é vida, vida que vem a nós todos no Natal!


As bolas coloridas

As bolas coloridas representam os frutos da árvore viva, que é o próprio Jesus. Esses frutos são as boas acções praticadas por quem vive em Jesus, com Jesus e por Jesus.
Cristo veio ensinar o verdadeiro amor, o perdão, a verdade, a oração, a força da fé e da esperança, a compreensão, a docilidade à vontade de Deus, a fraternidade, tudo quanto de melhor há para a humanidade viver bem. Representando esses frutos de vida, as bolas coloridas que enfeitam maravilhosamente nossas árvores de Natal são símbolos dos dons, dos maravilhosos presentes que o nascimento do Menino Jesus nos traz, renovados a cada ano.



As velas de Natal
As velas representam a presença de Cristo e a Sua grande Luz, pois Ele disse: "Eu sou a luz do mundo. Quem Me segue não anda nas trevas". Logo, as velas de Natal enfeitam qualquer ambiente cristão levando luz e força ao mundo.
Nos tempos mais antigos, colocavam-se velinhas acesas nas árvores de Natal, as quais foram sendo substituídas por pequenas lâmpadas coloridas porque causam menos riscos de incêndios e queimaduras.
Ao acender velas no Natal, afirmamos nossa confiança em Jesus e prometemos-Lhe levar aos nossos semelhantes uma palavra de amor, de justiça, de compreensão, de paz, pois as ações renovam nossa a fé, a cada ano, reavivando o nosso empenho em ser como Jesus: "luzes" de alegria e de paz para aqueles com quem convivemos





.
A estrela de Natal
Quando Jesus nasceu, conta a história, três Reis Magos, vindos do Oriente, chegaram a Jerusalém à procura do Menino-Deus guiados por uma estrela.
A grande e brilhante estrela de Natal, símbolo do próprio Jesus, a apontar o caminho de nossa vida, tem quatro pontas e uma cauda luminosa, como um cometa. As quatro pontas representam as quatro direcções da Terra: norte, sul, leste e oeste. Isso significa que, de todos os lados, vêm pessoas para adorar o Deus-Menino, que nasce e renasce em cada Natal.

Os presentes de Natal
Os Reis Magos que vieram do Oriente - Gaspar, Baltazar e Belchior-, a fim de adorar o Deus-Menino trouxeram-Lhe presentes: ouro, incenso e mirra. O ouro simbolizava a realeza de Jesus, Rei do Universo; o incenso, Sua divindade, como Filho de Deus; e a mirra, que é uma erva amarga, o Seu sofrimento, como Salvador da Humanidade.
Foram os presentes dos Reis Magos que deram origem à tradição de se dar presentes na época do Natal.
As datas para se dar esses presentes ainda variam de país para país até hoje nas diversas regiões do mundo. Na Espanha e no México, por exemplo, os presentes são trocados no dia 06 de Janeiro, que é o Dia de Reis. Acredita-se, nesses países, que os Magos, todos os anos, nessa mesma noite, passam a caminho de Belém, onde Jesus nasceu, deixando pelo caminho percorrido presentes para todas as crianças...
Em França, os adultos dão presentes uns aos outros na véspera do Ano Novo, 31 de Dezembro, enquanto as crianças ganham brinquedos no dia 24 de Dezembro.
Em algumas regiões da Alemanha, é costume dizer que quem traz para as crianças os presentes de Natal é o próprio Menino Jesus.
Os presentes simbolizam o próprio Jesus, o Maior dos presentes, que nos foi dado por Deus na grande noite de Natal! O Filho de Deus é, sem dúvida, o maior e o melhor dos presentes que ganhamos em todos os Natais da nossa vida, e, ao darmos um presente a alguém, estamos ofertando nosso próprio amor, juntamente com toda a nossa alegria pelo nascimento do Salvador do Mundo.
O Pai Noel
Hoje em dia, quando pensamos em Natal, imaginamos logo a figura do Pai Noell! Embora o ponto central dessa grande festa seja o Menino Jesus, a figura simpática do velhinho carregado de presentes ocupa lugar nas nossas mais longínquas reminiscências da infância.
Acredita-se que a origem do Pai Noell está ligada ao Bispo São Nicolau, que viveu na Ásia Menor, na cidade de Mira, séc. IV. Esse Bispo era muito generoso, muito caridoso, ajudava muito os necessitados, e, na época do Natal, dava presentes em quantidade, especialmente para as crianças, enquanto dormiam.
Entretanto, existem muitas outras histórias sobre o Pai Noel.
Existem lugares do mundo em que a figura do Pai Noel está associada a São Martinho, e também a um personagem muito misterioso, chamado Ruprecht, que não se sabe de onde surgiu. Em algumas regiões da Rússia, o povo tem outra versão para o bondoso velhinho: dizem que, durante a Idade Média, depois de uma terrível peste que matou muita gente deixando inúmeras crianças órfãs, Noé - o mesmo do relato da Bíblia, que construiu a grande arca e escapou do dilúvio - pediu a Deus permissão para vir à Terra trazer presentes para esses órfãos, disfarçado numa roupa vermelha e botas pretas. Como na Rússia e noutros países do Hemisfério Norte, o Natal ocorre no Inverno, período de muita neve, o Pai Natal vem sempre no seu trenó, puxado por renas.
Mas, o verdadeiro simbolismo da figura do Pai Natal é, sem dúvida, a generosidade, o carinho, o desprendimento, a alegria de dar presentes para ver todos felizes, comemorando todos os anos o aniversário de Jesus.
A Ceia de Natal
Simboliza e relembra a Santa Ceia do Senhor, realizada um dia antes da Sua morte na cruz, quando Ele e os Seus discípulos comemoravam a Páscoa dos Judeus.
Toda ceia é sempre um momento de reunião em família. É quando, através dos alimentos, se conserva a vida material do corpo. Bem mais do que isso, a Ceia de Natal é a comemoração da vida verdadeira, a vida espiritual, que nos é dada por Cristo, o Filho de Deus.
Uma tradição natalícia, são as frutas típicas do inverno: castanhas, nozes, amêndoas, avelãs, que são simbólicas e representam a humildade de um riquíssimo alimento, bastante nutritivo, que se encontra debaixo de uma dura casca. Do mesmo modo, sob a forma de uma frágil criança, o Menino-Deus, o Deus Todo-Poderoso, apresenta-se ao mundo no Natal.
É costume, também, colocar na mesa, na Ceia de Natal, uma vela acesa que simboliza o Cristo vivo, unindo-nos fraternalmente em torno d’Ele.
Os cartões de natal
No Século XVII, era costume, na Europa, escrever cartas aos amigos por ocasião do Natal. As mensagens levavam muito tempo a chegar aos seus destinos naquela época porque as distâncias eram grandes e percorridas sempre a cavalo. Também as cartas tomavam muito tempo para serem escritas pois ninguém ia mandar apenas algumas poucas palavras, dependendo de viagens tão longas.
Entretanto, em meados do Século XIX, o escritor inglês Henry Cole, não tendo tempo para escrever longas cartas com suas mensagens de Natal para todos os seus amigos, pediu a um desenhista, John Horsley, que fizesse um cartão com desenhos que lembrassem o Natal nos quais ele pudesse escrever apenas algumas palavras. A novidade foi logo divulgada e o povo aprovou a ideia imediatamente. Assim, os cartões de Natal viraram moda não só em Inglaterra, mas em toda a Europa, passando às Américas.
O verdadeiro sentido dos cartões de Natal é a mensagem cristã que transmite a quem se deseja o desejo sincero de paz e alegria pelo nascimento de Jesus.


Os ramos verdes decorativos
É comum, em quase todo o mundo, usar ramos verdes na decoração de qualquer ambiente nas festas do Natal. É um costume muito antigo. Nos países europeus, durante o Inverno, as plantas perdem o seu "verde" e são raras as flores. Por isso, desde os tempos mais antigos, enfeitavam-se as casas com ramos verdes de pinheiros, que é uma das poucas árvores cujos ramos permanecem verdes no Inverno, acreditando-se que se estaria, dessa maneira, a garantir vida aos ambientes, e desejando breve retorno da primavera com suas flores.
Na Roma antiga, no mês de Dezembro, as casas eram enfeitadas com ramos de louro, e, em Janeiro, grinaldas de ramos verdes eram o presente preferido nas festas do deus Saturno.
Sendo esses costumes pagãos, os primeiros cristãos condenavam-nos, não permitindo que os seus fiéis pendurassem ramos verdes nas portas de casa. Mas o tempo foi passando, as opiniões foram mudando, os costumes alterando-se e, hoje, os ramos verdes que decoram as Igrejas, as casas, os diversos ambientes na época natalícia, simbolizam a esperança em uma nova vida, cheia de fé, alegria, paz, que se renova a cada ano com a chegada do Menino Jesus, no Natal.

Os arranjos secos de Natal
Ao contrário dos ramos verdes, os galhos secos lembram a falta de vida e de luz, a ausência daquilo que aquece e se renova. Por isso, os arranjos de Natal feitos com folhagens amareladas, pinhas secas e galhos retorcidos são colocados nas portas e sobre os móveis dos lares cristãos indicando a ausência de vida plena antes da chegada de Jesus.
"Eu vim para que todos tenham vida, e a tenham em abundância".
"Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida!"
"Eu sou a Luz do mundo!"
São frases de Jesus que dizem muito bem qual a missão do Filho de Deus na Terra, missão que começou e que se renova, todos os anos, na noite santa de Natal.

A conhecida canção de Natal "Noite Feliz", com a sua letra traduzida para mais de 60 idiomas diferentes, é a música mais cantada em todo o mundo no Natal. Hoje, também é um dos símbolos dessa festa cristã.
"Noite Feliz" foi composta na Áustria, no ano de 1818. Conta-se que, numa pequenina Igreja da aldeia de Arusdorf, havia um órgão que foi invadido por ratos que roeram quase todos os seus "foles". Isso aconteceu poucos dias antes do Natal. Preocupado e com medo de passar a noite de Natal sem música, o Pe. Mohr, Pároco dessa aldeia, resolveu procurar um outro órgão nos arredores da sua cidadezinha. Na noite em que procurava, o Padre ficou impressionado com o céu límpido e estrelado apesar do frio que fazia, típico do Inverno europeu. Fez, então, um poema ao nascimento do Menino Jesus, que ele imaginou ter acontecido numa noite tão linda como aquela que estava a ver no momento.
Dias depois, foi visitar o compositor Franz Gruber, e dele ganhou a partitura de uma música para tocar na sua Igreja. Juntando essa melodia aos versos que havia feito para o Menino Jesus, o Padre criou a canção "Noite Feliz", cantada na sua Igreja pela primeira vez na Missa do Natal daquele ano.
Daí até os nossos dias, essa canção é considerada um hino à Noite de Natal. É cantada em quase todos os idiomas do mundo, simbolizando toda a nossa alegria, a nossa felicidade pelo nascimento do Menino-Deus, resumindo em cada uma das suas frases tudo quanto cada um de nós está a sentir e quer transmitir ao Filho de Deus. A canção une os povos em torno de um só pensamento, de um só ideal: viver e homenagear a vinda do Deus-Menino para a humanidade, ansiosa de paz, alegria e felicidade.

Advento

O Tempo do Advento...


Abaixo um modelinho de calendário, fácil de fazer...
Convide a Mamãe ....
Pinned Image
Prepare a sua Coroa do Advento e reze em sua casa, com a sua família, com amigos e os seus vizinhos, ...
E prepare-se bem para o Natal.
PAZ e BEM AMIGOS ABENÇOADOS.

Beijins

Santo do Dia

São Francisco Antônio Fasani



São Francisco Antônio FasaniO santo de hoje nasceu em Lucera (Itália), a 6 de agosto de 1681, e lá morreu a 29 de novembro de 1742. Foi beatificado no dia 15 de abril de 1951 e canonizado a 13 de abril de 1986 pelo Papa João Paulo II. Fez os estudos no convento dos Frades Menores Conventuais. Sentindo o chamamento divino, ingressou no noviciado da mesma Ordem. Fez a profissão em 1696 e a 19 de setembro de 1705 recebeu a Ordenação Sacerdotal. Doutorou-se em Teologia e tornou-se exímio pregador e diretor de almas. Exerceu os cargos de Superior do convento de Lucera e de Ministro Provincial.

"Ele fez do amor, que nos foi ensinado por Cristo, o parâmetro fundamental da sua existência. O critério basilar do seu pensamento e da sua ação. O vértice supremo das suas aspirações", afirmou o Papa João Paulo II a respeito de São Fasani.

São Fasani apresenta-se-nos de modo especial como modelo perfeito de Sacerdote e Pastor de almas. Por mais de 35 anos, no início do século XVIII, São Francisco Fasani dedicou-se, em Lucera, e também nos territórios ao redor, às mais diversificadas formas de ministério e do apostolado sacerdotal.

Verdadeiro amigo do seu povo, ele foi para todos irmão e pai, eminente mestre de vida, por todos procurado como conselheiro iluminado e prudente, guia sábio e seguro nos caminhos do Espírito, defensor dos humildes e dos pobres. Disto é testemunho o reverente e afetuoso título com que o saudaram os seus contemporâneos e que ainda hoje é familiar ao povo de Lucera: ele, outrora como hoje, é sempre para eles o "Pai Mestre".

Como Religioso, foi um verdadeiro "ministro" no sentido franciscano, ou seja, o servo de todos os frades: caridoso e compreensivo, mas santamente exigente quanto à observância da Regra, e de modo particular em relação à prática da pobreza, dando ele mesmo incensurável exemplo de regular observância e de austeridade de vida.

São Francisco Antônio Fasani, rogai por nós!




28 de novembro de 2011

Alguns modelinhos de lembrança para o Natal




QUE TAL MONTARMOS PORTA BOMBONS COM BOMBONS DENTRO PARA DAR DE PRESENTE COMO LEMBRANCINHAS DE NATAL , FICA BARATO E BEM LEGAL, SEGUE ABAIXO MODELO E MOLDE DO PORTA-BOMBONS, APROVEITE ESTA IDEIA E MONTE O SEU:

MOLDE:



MONTAGEM PASSO A PASSO E MATERIAL NECESSÁRIO:




Bonecos de Neve feitos com toalhas:

Image Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.us

Sacolas em feltro:


Image Hosted by ImageShack.usImage Hosted by ImageShack.us




Image Hosted by ImageShack.usImage Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.usImage Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.usImage Hosted by ImageShack.us




Orações

Orações da criança

Criança que reza, é criança feliz... É importante que, desde pequenos, tenhamos o nosso encontro e contato com o Pai do Céu que tanto nos ama e, nada melhor que a oração para nos levar à intimidade e conhecimento das coisas de Deus.


ORAÇÕES PARA A MANHà
 Logo que acordar, trace um sinal da Cruz: + EM NOME DO PAI, DO FILHO E DO ESPÍRITO SANTO.

 Papai do Céu, logo que acordo penso sempre em você. Quero o Senhor abençoe o meu dia que começa e que você esteja junto comigo em todos os dias de minha vida. Obrigado Papai do Céu. Amém.




 Meu Deus, eu te ofereço todo este meu dia. Ofereço ao Senhor trabalhos e os meus brinquedos. Tome conta de mim para que eu não faça nada que O aborreça. Amém.


 ORAÇÕES NAS REFEIÇÕES 
 Senhor, eu te agradeço este alimento. Que nunca nos falte a comida na mesa de todos.

 Ó meu bondoso Papai do Céu, queremos agradecer o lanchinho que agora vamos comer. Amém

 Meu Deus, eu agradeço ao Senhor esta alimento que sua bondade nos dá. Dê também o necessário para todos. Abençoe os que trabalham para termos o que comer. Amém.
 ORAÇÕES PARA A ESCOLINHA 
 Jesus, Você nos mostra o Pai. Por sua causa, tudo foi criado: as pessoas e as coisas. Ajude-me no estudo, para que eu possa conhecer as coisas, as pessoas, o Pai do Céu. Amém
 Jesus, vou para a escola, como o Senhor também foi. Que nada me aconteça no caminho. Quero aproveitar bem as aulas.Quero aprender bastante. Não se esqueça das crianças que não têm escola, e abençoe os professores e as professoras. Amém
 Jesus, agradeço mais este dia de aula. Foi bom. Eu estudei, trabalhei e brinquei bastante. Agora me acompanhe até minha casa. Amém






 ORAÇÕES DE PERDÃO 
 Meu Deus, eu agradeço este dia. Agradeço pelo bem que os outros me fizeram e pelo bem que eu pude fazer. Peço perdão pelo que eu não fiz direito. Amanhã, com sua ajuda, quero ser muito melhor. Amém

 Meu Papai do Céu, eu andei errando, andei brigando. Não fiz as coisas direito... Mas, no fundo eu não gosto de fazer as coisas erradas. Por isso eu peço desculpa e vou fazer força para não errar de novo, mas fazer tudo bem certo. Amém.

 Perdoa-me, Senhor Jesus, porque hoje senti ciúmes e raiva. tive raiva de meu irmãozinho e dos meus amiguinhos. Desculpa Senhor, porque hoje eu brigeui e disse coisas feias. Me ajuda a melhorar e não mais fazer coisas feias.
 ORAÇÕES PELA FAMÍLIA 
 Papai do Céu, olha, por favor, por todos da minha família. Protege do mal, conserva com saúde minha casa, meu papai, minha mamãe e meus irmãos e nos dê a paz. Amém



 Querido Paizinho do Céu, quando rezo para ti, sinto meu coração feliz. É como o amor que sinto por papai e por mamãe quando os abraço antes de deitar. Obrigado pelo sentimento do amor. Amém



 Santo Anjo do Senhor, meu zeloso guardador. Se a ti me confiou a piedade divina, sempre me rege, me guarde, me governe, me ilumine, amém!